side-area-logo

CCR ViaSul inicia pavimentação da duplicação na BR-386

CCR ViaSul inicia pavimentação da duplicação na BR-386

Ações já acontecem na etapa mais avançada das obras, em Marques de Souza

Pouco menos de seis meses após o início das obras de duplicação da BR-386, a CCR ViaSul já começa as ações de pavimentação do primeiro trecho. No momento, aproximadamente 1,5 quilômetro de extensão (entre os kms 326 e 327,5) está recebendo as primeiras camadas do novo pavimento que darão toda a base ideal para as demais etapas, como a execução da sub-base, base e, por fim, da camada asfáltica.

Duas novas pontes no trecho também já estão com as estruturas finalizadas e implantadas, uma, sobre a várzea Marques de Souza I, no km 326,1, e outra sobre Sanga Picada Flor, no km 329,7. Ainda, as peças da ponte sobre a várzea Marques de Souza II (km 330,2) já estão concluídas, faltando somente a implantação na rodovia. A Concessionária destaca também que as peças da estrutura da nova ponte sobre o Arroio Forquetinha (km 339,1) estão em processo de construção.

“São quase 1 mil trabalhadores diretos e indiretos atuando na duplicação. Atualmente, 20 frentes trabalham nas ações de supressão vegetal, terraplenagem, drenagem, detonação de rochas e construção de estruturas para pontes, passarelas e outros dispositivos”, destaca o coordenador de Engenharia da CCR ViaSul, Fábio Hirsch. Segundo ele, para a realização de todas essas intervenções, são empregados mais de 100 máquinas, entre escavadeiras, rolo pneumáticos, motoniveladoras, guindastes, caminhões, tratores, pás carregadeiras e motosserras.

Detonações avançam em novos trechos

De todas as frentes de obras mencionadas, uma das mais atuantes no momento certamente são das responsáveis pelas detonações de rochas neste primeiro trecho. Atualmente, as ações são realizadas por duas frentes compostas por 10 trabalhadores e acontecem entre os quilômetros 332 e 335.

Até agora foram feitas mais de 30 detonações por meio da utilização de quase 50 mil toneladas de explosivos. Já foram removidos 70 mil m³ de material rochoso, que é reutilizado nas intervenções de terraplenagem.

“Conforme o avanço das obras, a duplicação vai ganhando cada vez mais ‘cara’. Com o início das ações de pavimentação e a conclusão das pontes, fica mais evidente a dedicação e esforço de todos nessa missão de duplicarmos uma das principais rodovias do Rio Grande do Sul, contribuindo diretamente para o desenvolvimento regional e do país”, pontua o coordenador.

Além da duplicação dos 20,3 quilômetros no trecho, a CCR ViaSul irá construir 13 quilômetros de vias marginais, dois retornos em nível, seis adequações de acesso, quatro passarelas de pedestres, seis novas pontes, seis alargamentos de pontes existentes, duas passagens inferiores e duas superiores. Ainda, serão implantados novos dispositivos de segurança, como 50 quilômetros de defensa metálica, nove quilômetros de barreiras e 170 terminais atenuadores de impacto, bem como iluminação das passarelas de pedestres, pontos de ônibus e nas vias marginais. Ao todo, estão previstos cerca de R$ 300 milhões neste primeiro trecho.

Até 2030, a CCR ViaSul irá duplicar mais de 165 quilômetros da BR-386 entre Carazinho e Lajeado, beneficiando 22 municípios ao longo do trecho de concessão. Ao todo, na BR-386 no trecho entre Canoas e Carazinho, serão duplicados 225,2 quilômetros da rodovia, com 10,2 quilômetros de construção de faixas adicionais e 75,5 quilômetros de novas vias marginais. Ainda, serão construídos 52 novos acessos, 28 novas interconexões, 27 retornos em nível, 18 novas passarelas, quatro passagens inferiores e 58,3 quilômetros de nova iluminação.

Todo esse investimento faz parte do programa de Concessão Federal no Rio Grande do Sul, tendo como órgão regulador a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Assessoria de Imprensa

51 9 8053.8132
Sobre a CCR ViaSul:
A CCR ViaSul é responsável pela administração, conservação, ampliação e operação de 473,4 quilômetros de rodovias no Rio Grande do Sul, conectando pontos de maior relevância econômica no Estado. A concessão passa por 36 municípios, distribuídos em quatro trechos: BR 290 (Freeway) – 98,1 kms entre Osório e Porto Alegre; BR 101 – 87,9 kms entre Osório e Torres; BR 386 – 265,8 kms entre Canoas e Carazinho e BR 448 – 21,6 kms entre Porto Alegre e Sapucaia do Sul. A concessionária responde, ainda, pela operação do vão móvel da ponte do Guaíba.

Paulo Menzel

×