side-area-logo

FedEx prevê recessão global, reduz voos e vai tirar aviões de operação

FedEx prevê recessão global, reduz voos e vai tirar aviões de operação

A maior companhia aérea de cargas e entregas do mundo, a FedEx, está prevendo um tempo turbulento à frente e decidiu manter parte de seus aviões sem voar.

A empresa falou na quinta-feira (15) que as últimas semanas do trimestre têm sido desafiadoras, com uma queda crescente na demanda pelo transporte de pacotes, e que teria que entrar no modo “de economia de custos”. Com essa notícia, o mercado acabou reagindo mal e as ações da empresa caíram 21% em um dia, o pior resultado da sua história no mercado, segundo reporta a CNN.

Ainda segundo a empresa, o motivo da queda na demanda é uma economia fraca na Europa e na Ásia, podendo indicar uma recessão global em breve. Serão fechadas 90 lojas da empresa nos EUA, planos de contratações serão postergados e parte das aeronaves será mantida no chão por algum tempo.

Não foi detalhado quais modelos ou quantidade de aviões ficarão sem voar, e nem em quais rotas os voos serão cortados. Atualmente, a FedEx voa para o Brasil partindo de Memphis, no Tennessee, seu centro de operações, para o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Fonte: Aeroin

Paulo Menzel

×