side-area-logo

Tereos e VLI investem em novos armazéns de açúcar

Tereos e VLI investem em novos armazéns de açúcar

Com capacidade para 240 mil toneladas, os armazéns no Porto de Santos e em Guará foram essenciais para apoiar o aumento de 60% nas exportações da Tereos estimado para esta safra.

A Tereos e a VLI inauguraram nesta manhã os dois armazéns de açúcar construídos nos terminais do Porto de Santos e na cidade de Guará (SP), frutos da parceria estabelecida pelas empresas, no valor de R$ 205 milhões. Com capacidade para 240 mil toneladas, os dois armazéns foram essenciais para apoiar o aumento estimado em 60% nas exportações da Tereos nesta safra, alcançando um volume de 1,15 milhão de toneladas de açúcar bruto.

O armazém localizado no Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita (Tiplam), ativo da VLI localizado em Santos, tem capacidade para armazenar 115 mil toneladas de açúcar bruto. O segundo armazém, também concluído nesta safra, situa-se no terminal de Guará, estrutura da VLI no interior de São Paulo, na região onde estão localizadas as unidades industriais da Tereos. A instalação tem capacidade para 125 mil toneladas, das quais 80 mil toneladas são destinadas à armazenagem de açúcar da Tereos.

Para marcar oficialmente a inauguração dos dois empreendimentos, as empresas realizaram um evento restrito no Tiplam, seguindo as recomendações sanitárias por conta da pandemia da Covid-19, com a participação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

As construções fazem parte do acordo de longo prazo assinado pelas duas empresas em junho de 2018, com investimentos de R$ 145 milhões por parte da Tereos e R$ 60 milhões pela VLI, e que prevê uma capacidade de transporte de 1 milhão de toneladas de açúcar bruto por ano. Em maio de 2019, a Tereos começou a embarcar o volume integral do seu açúcar bruto pelo sistema ferroviário integrado da VLI. As cargas de açúcar partem do terminal de Guará por meio do sistema ferroviário operado pela VLI até o Tiplam.

 Jacyr Costa Filho, membro do Comitê Executivo Global da Tereos, Ernesto Pousada, presidente da VLI, Tarcísio de Freitas, MInfra

— Em um momento desafiador em virtude da pandemia, a conclusão dos novos armazéns de açúcar, em parceria com a VLI, foi essencial para apoiar o aumento de nossas exportações de açúcar. Além de aumentar a competitividade de nossa logística, este investimento permite uma redução de 220 mil toneladas em emissões de CO2 anuais — comentou Jacyr Costa Filho, membro do Comitê Executivo Global da Tereos.

— Estamos muito satisfeitos em concluir o projeto e celebrar essa conquista. A parceria garante uma maior competitividade e confiabilidade à Tereos por meio de um serviço de logística multimodal que integra a cadeia do açúcar da usina até o navio. A VLI já movimenta cerca de 1/3 do açúcar exportado pelo Porto de Santos. Queremos continuar crescendo e auxiliando o setor com uma logística cada vez mais eficiente — ressaltou o presidente da VLI, Ernesto Pousada. A VLI movimentou 19% mais açúcar no primeiro semestre de 2020 na comparação com igual período de 2019 e a expectativa no médio e longo prazo é ampliar o volume em razão do aumento de capacidade oriundo dos novos armazéns.

O ministro Tarcísio de Freitas enalteceu a importância dos investimentos da iniciativa privada na infraestrutura logística e apontou que a inauguração mostra a credibilidade do país. — As empresas estão acreditando no Brasil. A VLI e a Tereos estão acreditando no país e essa parceria vai render mais frutos. O terminal é todo automatizado, a conexão é por ferrovia e isso representa produtividade. Aos poucos vamos apagando aquela marca de sermos eficientes da porteira para dentro e não sermos eficientes da porteira para fora — destacou.

A Tereos — Valorizar as matérias-primas agrícolas para o desenvolvimento de produtos alimentícios de qualidade é a nossa visão. Tereos é uma líder global nos mercados de açúcar, álcool, etanol e amidos. Os compromissos do grupo com a sociedade e com o meio ambiente têm contribuído com a performance da companhia no longo prazo, enquanto reforça nossa atuação responsável. O grupo Tereos reúne 12 mil produtores cooperados e possui reconhecido know-how no processamento de beterraba, cana-de-açúcar e cereais. Operando 47 unidades industriais e contando com 26.000 colaboradores em 18 países, a Tereos atende seus clientes em seus mercados locais, com uma oferta ampla de produtos. No período de 2018/19, o Grupo obteve uma receita de 4,4 bilhões de euros.

Tereos no Brasil — A Tereos no Brasil é composta pela Tereos Açúcar & Energia Brasil, Tereos Amido & Adoçantes Brasil e Tereos Commodities Brasil. No noroeste do Estado de São Paulo, a Tereos Açúcar & Energia Brasil concentra suas sete unidades de processamento e duas refinarias. A Tereos Amido & Adoçantes Brasil, com operação em Palmital (SP), diversifica o portfólio da Tereos Brasil com a fabricação de produtos derivados de milho e mandioca. A Tereos Commodities opera como trading e possui escritórios em diversos países.

Perfil — A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no país, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados emeixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Escolhida como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar pela revista Você S/A, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

Paulo Menzel

×