side-area-logo

Leonardo realiza testes com drone de alta capacidade de carga

Leonardo realiza testes com drone de alta capacidade de carga

Equipamento pesa 130 kg, é movido por um sistema de propulsão elétrica e pode transportar itens de até 25 kg. A Leonardo, empresa global de tecnologia que atua no setor Aeroespacial, informa que segue explorando o campo da mobilidade aérea avançada com o objetivo de acelerar o uso de drones nos céus civis e desenvolver serviços baseados em drones para a Itália e outros países.

Em uma recente colaboração com o Município de Turim e a D-Flight – empresa do grupo Enav, parte de propriedade da Leonardo e Telespazio – a Leonardo conduziu uma série de voos de teste em que um drone pesando 130 kg e movido por um sistema de propulsão elétrica transportou cargas de até 25kg.

O projeto denominado Sumeri: Si Salpa! é, segundo a Leonardo, o primeiro na Itália em que um sistema de pilotagem remota com essas características voa em um ambiente urbano. Faz parte de uma série de experimentos que conduzirão a um futuro em que drones capazes de carregar centenas de quilos de mercadorias serão operados remotamente por até 50 km usando um sistema de controle de Linha Visual Estendida de Local.

O vice-presidente sênior de Sistemas não-tripulados da Leonardo, Laurent Sissmann, destaca que esta iniciativa é uma expressão da visão que a empresa tem para tornar as cidades mais funcionais, sustentáveis ​​e ecologicamente corretas por meio da aplicação de novas tecnologias no segmento de aeronaves não tripuladas e logística, aplicações que também podem ser utilizadas em momentos de emergência, como os vivenciados nos últimos meses.

“Inteligência artificial e automação, combinadas com o nível de sistema da Leonardo e experiência em aeronáutica, estão nos permitindo apresentar novos tipos de operações aéreas com total segurança”, ressalta o executivo.

O ensaio incorporou três fatores que serão essenciais no desenvolvimento de serviços logísticos para áreas urbanas O primeiro é a alta capacidade de carga do drone, seguido pelo alto nível de automação e finalizando com os recursos avançados para lidar com a gestão do tráfego aéreo. Os benefícios para os cidadãos de tais serviços incluirão futuramente entregas mais rápidas, custos mais baixos e redução da poluição devido aos sistemas de propulsão elétrica dos drones.

Fonte: Tecnologistica

Paulo Menzel

×