side-area-logo

CâmaraLog é signatária do CresceRS

CâmaraLog é signatária do CresceRS

Ernani Polo e Zé Nunes assinam ato de renovação do Cresce RS no Palácio Piratini


O presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Zé Nunes (PT), participou na manhã desta terça-feira (26), no Palácio Piratini, do ato de assinatura do termo de Cooperação Técnica do Cresce RS, iniciativa do legislativo que reúne os poderes de Estado e a sociedade civil para apurar e monitorar ações voltadas para o desenvolvimento do RS.

O governador em exercício, deputado Ernani Polo (PP), participou da solenidade, ao lado do secretário do Planejamento, Governança e Gestão, Cláudio Gastal, do deputado Gabriel Souza (MDB), que assumirá a presidência da AL em 2021, e dos deputados Valdeci Oliveira (PT), Pepe Vargas (PT) e Luiz Henrique Viana (PSDB), este em modo virtual.
 
O Cresce RS foi uma iniciativa da gestão do ex-presidente da AL, deputado Luís Augusto Lara, em 2019. A cerimônia reuniu representações dos Poderes de Estado, dirigentes e lideranças empresariais, de universidades públicas e privadas, e órgãos de fiscalização e controle.

O secretário do Planejamento, Governança e Gestão, Cláudio Gastal, destacou a importância da continuidade do projeto como forma de manter o diálogo e a busca dos consensos entre todos os setores estaduais. Responsável por secretariar o Cresce RS, Gastal observou que foi a oportunidade para monitorar e desdobrar as ações dentro do Executivo com uma radiografia clara das informações fundamentais do Estado.

Disse que esse modelo de diálogo é uma construção inteligente, que se iniciou em 2019 e está tendo continuidade, “o diálogo e a transparência é um dos objetivos do Cresce RS”, demonstrando articulação e coordenação nas ações. Como deverá acontecer em 2021 na carteira de privatizações e concessões, antecipou. Conforme Gastal, essa iniciativa oferece clareza aos gaúchos dos rumos das ações assumidas pelos poderes de Estado no enfrentamento de questões estratégicas para o RS.
 
A seguir, manifestou-se o futuro presidente da ALRS, deputado Gabriel Souza (MDB), enaltecendo a prática anual de os presidentes do Legislativo assumirem o cargo de governador do Estado ao final do seu período de gestão como “demonstração das boas relações entre os dois poderes, respeito e reconhecimento ao espírito democrático”.

Disse que 2021 será “o ano da retomada do crescimento”, com a vacina contra a pandemia e o retorno à vida normal, elogiando a conduta assumida por Ernani Polo ao longo de 2020 para enfrentar o desafio do novo coronavírus. Antecipou que o modelo de gestão compartilhada da Assembleia registra resultados positivos e pretende retirar o poder legislativo da segunda posição em redução de gastos no país e colocar na primeira posição, alinhando-se com o Judiciário gaúcho, que é o mais barato do Brasil.

Elogiou a gestão compartilhada, em especial a economia que promove aos cofres públicos, e reiterou seu apoio ao Cresce RS e à pauta da competitividade. 

De sua parte, o presidente em exercício, deputado Zé Nunes (PT), discorreu sobre projetos de desenvolvimento para o RS e as ações de continuidade, defendendo para o Cresce RS um perfil de programa de estado, com permanência assegurada.

A descontinuidade dos programas não favorece setores estratégicos, observou Nunes, referindo o perfil pioneiro que o RS assumiu em épocas passadas e pediu reflexão a respeito das atividades produtivas tradicionais.

Elogiou a conduta de Ernani Polo à frente da ALRS durante a pandemia, em especial pela capacidade de diálogo e adoção de medidas urgentes para assegurar as atividades legislativas neste período. 

Como governador em exercício, o deputado Ernani Polo (PP) destacou o reconhecimento dado ao Legislativo pelo governador Eduardo Leite e o vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, para os três dias de permanência à frente do Executivo.

Polo fez um rápido balanço como presidente da ALRS, em especial pelo desafio provocado pela pandemia logo no início do seu mandato, uma vez que a partir de março todas as atividades legislativas passaram a respeitar as regras sanitárias e se consolidaram de forma virtual.

Mesmo preocupados com a saúde e a preservação das vidas, em seguida os desdobramentos das consequências do isolamento social se impuseram ao cotidiano parlamentar, detalhou Ernani Polo, que liderou ao longo de 2020 diversos fóruns de diálogo com os setores produtivos do RS para evitar o colapso econômico. “E o Cresce RS caminha nesse sentido”, disse o governador em exercício, que elogiou a iniciativa do deputado Luis Augusto Lara (PTB) e preconizou a continuidade desse projeto como forma de unificar as diferenças políticas em favor do RS. “Como na competitividade, todos remando na mesma direção”, disse, destacando ações como a ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho, as energias renováveis, em infraestrutura ou no setor sanitário.

Outra iniciativa foi a mobilização estadual denominada Valores que Ficam, para assegurar arrecadação aos Fundos da criança, adolescente e idosos, que ele identificou como “legados que a nossa ALRS está deixando”. 

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.

Paulo Menzel

×