side-area-logo

Itapemirim: ônibus vão a leilão e empresa nega falência veiculada em redes sociais

Itapemirim: ônibus vão a leilão e empresa nega falência veiculada em redes sociais

Um dos ônibus que constam na relação do leilão quando ainda estava operando

Alguns relembram parte da história da empresa. Além dos veículos, devem ser leiloados mais imóveis em recuperação judicial

ADAMO BAZANI/JESSICA MARQUES

Está marcado para ocorrer entre os dias 09 e 10 de junho de 2020, o leilão de ônibus da Viação Itapemirim no âmbito da recuperação judicial da empresa, que se prolonga desde 2016, sendo marcado por desentendimentos entre sócios e ex-proprietários.

Os veículos, em sua maioria, não estão mais em operação e foram divididos em 21 lotes para lances destinados a todos os ônibus ou por ônibus se for de preferência.

O lote 01 contempla os 20 veículos que, juntos, foram avaliados em R$ 475 mil.

Grande parte destes ônibus foi feita na década dos anos 1990 e alguns revelam até parte da história da empresa.

Além disso, ainda sem data marcada, devem ir a leilão, imóveis da empresa, ainda no âmbito da recuperação judicial.

Os imóveis estão localizados em Juiz de Fora (MG), Fortaleza (CE), Viana (ES), Guarapari (ES), Cariacica (ES), Cachoeiro do Itapemirim (ES), Recife (PE), Ipatinga (MG).

Como mostrou o Diário do Transporte, na decisão judicial que permitiu que a empresa use 80% dos valores arrecadados até agora em leilões de forma emergencial para as operações diante da crise da Covid-19, o desembargador Azuma Nishi, da 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial, do Tribunal de Justiça de São Paulo, negou agravo de instrumento movido por Andrea Correa Cola (da família fundadora da empresa) que tentava reverter o uso dos 80% para custeio e impedir novos leilões.

Relembre:

Os lances podem ser dados de forma on line pela empresa “TM Leilões”: https://www.tmleiloes.com.br/pagina-inicial

“FAKE NEWS”

Nesta terça-feira, 26 de maio de 2020, a Viação Itapemirim divulgou uma nota dizendo que vai tomar “providências legais” contra quem divulgou o que classificou de notícia falsa (fake news) em redes sociais. Postagens feitas principalmente em grupos de “busológos” (pessoas que são aficionadas por ônibus) dizia que a empresa decretou falência e sobre a imagem de um ônibus da Itapemirim colocava um laço preto denotando luto.

Veja o comunicado na íntegra:

COMUNICADO

FAKE NEWS

Estamos vindo a público refutar, veementemente, a notícia mentirosa de que nossa empresa pediu falência.

Trata-se de informação falsa, caluniosa, mentirosa, criminosa, sobre a qual estamos tomando providência legal.

Seguimos firmes e fortes! Tanto é que iniciamos, recentemente, o pagamento dos recursos da Classe 1 do nosso Plano de Recuperação Judicial, o qual está rigorosamente em dia, assim como todas as nossas obrigações.

Estamos em momento de evolução, mesmo neste período de pandemia pelo qual o Brasil e o mundo vivem. Haja vista que acabamos de ser agraciados com um novo lote de linhas da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Estamos em crescimento acelerado para continuar levando cada vez mais clientes a realizarem seus sonhos por todo o Brasil.

Grupo

Itapemirim

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Paulo Menzel

Deixe seu comentário

×