side-area-logo

Dia da Logística, para um RS mais competitivo

Dia da Logística, para um RS mais competitivo

Mundo afora celebra-se em 6 de junho o Dia da Logística. A data reverencia umas das maiores operações de guerra de todos os tempos, o desembarque da Normandia, também conhecido como o Dia D da Segunda Guerra mundial. A chegada das tropas aliadas à costa francesa deu-se por mar e ar, em número nunca antes feito na história.

A visão logística aplicada ao evento entrou para a história. E, em tempos de paz, é sempre lembrada pelo heroísmo dos soldados e a enorme capacidade de enfrentar condições tão adversas de enfrentamento ao inimigo.

O segmento de transporte e logística consagra uma atuação que combina os meios necessários para suprir o mercado no tempo certo e pelo menor custo possível. Esta é a principal premissa da economia no século XXI.

Os operadores logísticos do Rio Grande do Sul, muitos deles organizações de porte nacional e internacional, têm um grande desafio nesta missão do “menor tempo e custo”. Pela perspectiva nacional, nosso Estado situa-se na ponta do País, regendo-se pela lógica de uma vinculação com os maiores centros industriais e de consumo, situados na Região Sudeste.

Num contexto internacional, estamos no meio do caminho entre os centros econômicos mais destacados do Mercosul, fato que nos insere numa condição importante para o abastecimento destes mercados.

Para marcar a passagem desta data, trago à reflexão das autoridades estaduais e federais esta relevante missão dos operadores logísticos do Rio
Grande do Sul: precisamos de infraestrutura à altura da ambição de protagonismo sempre presente no espírito dos empreendedores gaúchos. Carecemos de um planejamento que contemple uma visão competitiva para a economia do Estado.

A logística e a sua função integradora dos sistemas produtivos refletem uma expectativa de avanço e desenvolvimento econômico, em círculo virtuoso que depende dos meios disponíveis: portos, aeroportos, rodovias, tecnologia e política fiscal sensível ao potencial de crescimento de nosso sistema produtivo.

Afrânio Kieling – Presidente da Federação das Empresas de Logística e Transporte de Cargas do Rio Grande do Sul (Fetransul)

Paulo Menzel

×